autraliano tatuado doa pele museuMuitos colecionadores de arte fazem doações de seus maiores tesouros a museus por testamento, Geoff Ostling é um deles, só que nesse caso a insólita doação requer o trabalho de um taxidermista.

Ostling, que é professor aposentado e vive em Sidney (Austrália) com seu companheiro Joseph, começou a tatuar-se em 1988, tendo atualmente quase todo seu corpo coberto por tatuagens, entre elas 62 raras flores australianas que segundo ele talvez tenham sido tatuadas pela primeira vez. Ele diz que seu corpo tornou-se uma obra de arte viva e que seria uma lástima que todo esse trabalho se perdesse com a sua morte.

Já existe um taxidermista de Sidney, Sascha Smith, encarregado da tarefa de preservar a pele de Geoff. Atualmente o planejado é que ela seja exposta na Galeria Nacional da Austrália, em Canberra, capital do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *