olivia farnsworthA garotinha da foto é a inglesa Olivia Farnsworth. Aparentemente normal, revelou certas diferenças ainda bebê, quando aos 9 meses parou de dormir durante o dia. Além disso ela também demorou a ter cabelos, só começaram a crescer depois dos 4 anos de idade. Mas os sinais mais desconcertantes de que ela não era uma menina como as outras surgiram quando Olívia passou a frequentar a escola. A primeira surpresa veio quanto depois de uma queda na escola que fez com que seus dentes atravessaram o lábio inferior, o médico que prestou o atendimento de emergência notou que havia algo de errado quando a examinava, puxando seu lábio, e ela sequer pestanejava.

Aos 7 anos ela foi atropelada e arrastada por algumas dezenas de metros. Embora não tenha sofrido ferimentos muito graves, a menina não sentiu dor, não se assustou e sequer chorou, o que seria natural. Ela simplesmente levantou-se e começou a caminhar em direção a sua mãe.

Ao investigar-se a situação foi constatado que Olívia apresenta uma anomalia cromossômica descrita como deleçãoolivia farnsworth do cromossomo 6. A alteração já é considerada bastante rara, mas no caso específico da menina o conjunto de sintomas apresentado jamais foi relatado antes. Ela não sente dor, não sente fome e nem cansaço, chegando a passar 3 dias sem dormir.

Apesar de apresentar um desenvolvimento físico e psíquico compatível com sua idade, Olivia só alimenta-se normalmente porque foi condicionada a fazer as refeições junto com seus irmãos e colegas. Atualmente em tratamento, ela faz uso de medicamentos para ter uma rotina de sono normal que não interferira em seu desenvolvimento, mas a ausência de dor e a falta de noção de perigo geram muita preocupação em sua mãe e nos médicos. Já a própria menina não se deixa afetar por isso, ela nunca experimentou a dor, a fome ou o cansaço, não consegue entender porque tanta preocupação com algo que para ela é absolutamente normal.

olivia farnsworth

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *